Brasileira cria chip capaz de detectar 18 tipos de câncer

Tamanho da fonte do texto: Maior (A+) | Menor (A-)

Débora Zanforlin, ( a primeira da esquerda para a direita)  natural de Caruaru em Pernambuco, criou um chip capaz de detectar 18 tipos de câncer. Através de um exame de sangue o chip criado pela brasileira mapeia marcadores sanguíneos liberados por células cancerígenas nos estágios iniciais da doença.              Este trabalho é mais uma importante adesão aos diagnósticos precoces dos pacientes. Hoje um diagnostico precoce aumenta as chances de cura para 70%.

O chip desenvolvido por Débora tem outro ponto importante. Ele é móvel. Pode ser transportado para qualquer lugar. Isso permite que cidades longe dos grandes centros possam ter acesso ao material. Recentemente a brasileira esteve em Stanford, na Califórnia, para apresentar o chip na competição internacional BioScikin, na categoria Life Science. O chip ainda está em fase de estudos, mas torcemos para que ele possa ser implementado logo. Ele representa um importante avanço para o diagnóstico do câncer e para a medicina do país.

Fonte Blog do Câncer/foto divulgação

Notícias relacionadas

Mesmo diante de tragédia garota faz doação de cabe... No dia 1º desse mês o Hospital do Câncer de Patrocínio “Dr. José Figueiredo” recebeu a visita de Vânia Helena Pereira Mendonça que, na oportunidade, a...
Câncer de intestino é o segundo mais comum em mulh... Embora o câncer de intestino seja um dos tipos mais comuns no Brasil, ainda pouco se fala sobre a doença. Segundo o INCA (Instituto Nacional do Câncer...
II Leilão Solidário supera expectativas Foi um sucesso absoluto a realização no domingo 11/10, o II Leilão Solidário em favor do Hospital do Câncer de Patrocínio “Dr. José Figueiredo”. O eve...
Menina entrega doações de gelatina Nessa segunda-feira, dia 02 de janeiro, fez uma visita oficial ao Hospital do Câncer de Patrocínio “Dr. José Figueiredo” a economiária da agência da C...