Brasileira cria chip capaz de detectar 18 tipos de câncer

Tamanho da fonte do texto: Maior (A+) | Menor (A-)

Débora Zanforlin, ( a primeira da esquerda para a direita)  natural de Caruaru em Pernambuco, criou um chip capaz de detectar 18 tipos de câncer. Através de um exame de sangue o chip criado pela brasileira mapeia marcadores sanguíneos liberados por células cancerígenas nos estágios iniciais da doença.              Este trabalho é mais uma importante adesão aos diagnósticos precoces dos pacientes. Hoje um diagnostico precoce aumenta as chances de cura para 70%.

O chip desenvolvido por Débora tem outro ponto importante. Ele é móvel. Pode ser transportado para qualquer lugar. Isso permite que cidades longe dos grandes centros possam ter acesso ao material. Recentemente a brasileira esteve em Stanford, na Califórnia, para apresentar o chip na competição internacional BioScikin, na categoria Life Science. O chip ainda está em fase de estudos, mas torcemos para que ele possa ser implementado logo. Ele representa um importante avanço para o diagnóstico do câncer e para a medicina do país.

Fonte Blog do Câncer/foto divulgação

Notícias relacionadas

Mais uma criança faz doação de cabelo para o HC Pa... Só podemos dizer: MUITO OBRIGADO! A Geovana Ap. Pereira da Silva é mais uma garotinha sensibilizada com as histórias de crianças com câncer e que d...
Comunidade de S.J. da Serra Negra entrega doações... O presidente do Hospital do Câncer de Patrocínio “Dr. José Figueiredo” Thiago Miranda de Oliveira, atendeu a convite da direção e da apresentadora Mar...
Campanha de comunicadora de São João da Serra Negr... Na foto, Dorinha faz a entrega a Silmara Rosetti, recepcionista do HC As comunidades rurais de Patrocínio também se destacam nas doações ao Hospita...
Rainha do Café visita Hospital do Câncer A jovem Thainá Casagrande Almeida, de 21 anos, eleita Rainha do Café no último dia 5 de abril no Patrocínio Tênis Clube, fez uma visita oficial as dep...