Antoniel, o ‘Águia Louca’, consegue doação ao HC Patrocínio de camisa autografada por jogadores da Chapecoense

Tamanho da fonte do texto: Maior (A+) | Menor (A-)

Águia Louca posa com a camisa (Foto: POL)

Mais um gol de placa de Antoniel Santos, o homem por trás do já nacionalmente famoso mascote do Clube Atlético Patrocinense, a “Águia Louca”. Ele conseguiu uma camisa da Chapecoense, de um dos sobreviventes da tragédia aérea na Colômbia, o zagueiro Neto. E mais: a camisa veio autografada por todos os jogadores do clube catarinense.

E o que faz nosso querido mascote? Durante a eleição da Musa do CAP na última segunda-feira (15/10) no Rotary Brumado, doou para o Hospital do Câncer de Patrocínio. A direção do HC vai criar algum tipo de ação para arrecadar dinheiro, mas de antemão a instituição agradece o gesto.

Neto, sobrevivente da tragédia com avião da Chapecoense

Aliás, Antoniel esteve recentemente em uma visita aos pacientes do HC Patrocínio e a partir daí aumentou sua paixão pela causa. Nós conversamos com ele que explicou como surgiu a ideia de conseguir a camisa da Chape e doar para o hospital, além do amor que tem hoje pelo hospital.

“A iniciativa eu tive logo após eu ter ido ao hospital aquela vez com o mascote. Foi um dos momentos mais marcantes no trabalho social do mascote e o meu pessoal. Eu por nunca ter ido a um hospital de câncer fiquei impressionado pelo sorriso de quem luta pela vida, em saber que de um jeito fiz vários pacientes felizes. Quis de alguma forma ajudar nessa causa.

Então, entrei em contato com meu amigo “Índio Cabuloso” (mascote oficial da Chapecoense). Eu já havia ganhado uma camiseta pra mim com meu nome pelo trabalho que venho fazendo como reconhecimento do meu amigo da Chapecoense e ele conseguiu o autógrafo do Neto. Entrei em contato com ele novamente e falei pra ele que queria fazer alguma coisa pra ajudar o HC da minha cidade. Pedi uma camiseta que fosse pra poder ter um impacto referente ao HC.

Então o mascote da Chapecoense pegou uma camiseta do modelo em homenagem a Colômbia por ter ajudado no resgate, com o número que o Neto jogava e o nome dele. De início só havia autógrafo dele, porém o Índio Cabuloso quis fazer mais pelo Águia Louca e pegou autógrafo de todos os jogadores. E os atletas parabenizaram a ele e o Águia Louca pela ideia”.

O Hospital do Câncer de Patrocínio Dr. José Figueiredo reforça o agradecimento ao Antoniel Santos, ao Índio Cabuloso, ao zagueiro Neto e todos os atletas da Chapecoense. Seja aqui em Patrocínio ou lá em Santa Catarina, sempre há pessoas de enorme coração fazendo parte dessa corrente do bem em prol de nossos pacientes.

(André Luiz Costa | Comunicação HC Patrocínio)

Notícias relacionadas

VIII Cavalgada de Salitre tem excelente participaç... Evento foi um grande sucesso e organizador fala sobre como surgiu a ideia de ajudar o hospital No último dia 10 de junho foi realizada a VIII Caval...
Onnet faz doação de Cestas básicas A diretoria do Hospital do Câncer de Patrocínio “Dr. José Figueiredo” recebeu na última terça-feira (10/05) a doação de vinte cestas básicas. A dação ...
Unidade Móvel concluiu trabalho em Campos Altos Técnicos da Unidade Móvel de Prevenção e Mamografia do Hospital do Câncer de Patrocínio “Dr. José Figueiredo”, concluíram nessa quinta-feira o trabalh...
‘Dezembro Laranja’ alerta para o cânce... Entre outras ações, dermatologistas voluntários irão orientar a população sobre os riscos da exposição excessiva ao sol No dia 1º de dezembro, ...