Antoniel, o ‘Águia Louca’, consegue doação ao HC Patrocínio de camisa autografada por jogadores da Chapecoense

Tamanho da fonte do texto: Maior (A+) | Menor (A-)

Águia Louca posa com a camisa (Foto: POL)

Mais um gol de placa de Antoniel Santos, o homem por trás do já nacionalmente famoso mascote do Clube Atlético Patrocinense, a “Águia Louca”. Ele conseguiu uma camisa da Chapecoense, de um dos sobreviventes da tragédia aérea na Colômbia, o zagueiro Neto. E mais: a camisa veio autografada por todos os jogadores do clube catarinense.

E o que faz nosso querido mascote? Durante a eleição da Musa do CAP na última segunda-feira (15/10) no Rotary Brumado, doou para o Hospital do Câncer de Patrocínio. A direção do HC vai criar algum tipo de ação para arrecadar dinheiro, mas de antemão a instituição agradece o gesto.

Neto, sobrevivente da tragédia com avião da Chapecoense

Aliás, Antoniel esteve recentemente em uma visita aos pacientes do HC Patrocínio e a partir daí aumentou sua paixão pela causa. Nós conversamos com ele que explicou como surgiu a ideia de conseguir a camisa da Chape e doar para o hospital, além do amor que tem hoje pelo hospital.

“A iniciativa eu tive logo após eu ter ido ao hospital aquela vez com o mascote. Foi um dos momentos mais marcantes no trabalho social do mascote e o meu pessoal. Eu por nunca ter ido a um hospital de câncer fiquei impressionado pelo sorriso de quem luta pela vida, em saber que de um jeito fiz vários pacientes felizes. Quis de alguma forma ajudar nessa causa.

Então, entrei em contato com meu amigo “Índio Cabuloso” (mascote oficial da Chapecoense). Eu já havia ganhado uma camiseta pra mim com meu nome pelo trabalho que venho fazendo como reconhecimento do meu amigo da Chapecoense e ele conseguiu o autógrafo do Neto. Entrei em contato com ele novamente e falei pra ele que queria fazer alguma coisa pra ajudar o HC da minha cidade. Pedi uma camiseta que fosse pra poder ter um impacto referente ao HC.

Então o mascote da Chapecoense pegou uma camiseta do modelo em homenagem a Colômbia por ter ajudado no resgate, com o número que o Neto jogava e o nome dele. De início só havia autógrafo dele, porém o Índio Cabuloso quis fazer mais pelo Águia Louca e pegou autógrafo de todos os jogadores. E os atletas parabenizaram a ele e o Águia Louca pela ideia”.

O Hospital do Câncer de Patrocínio Dr. José Figueiredo reforça o agradecimento ao Antoniel Santos, ao Índio Cabuloso, ao zagueiro Neto e todos os atletas da Chapecoense. Seja aqui em Patrocínio ou lá em Santa Catarina, sempre há pessoas de enorme coração fazendo parte dessa corrente do bem em prol de nossos pacientes.

(André Luiz Costa | Comunicação HC Patrocínio)

Notícias relacionadas

CAP irá doar ao HC Patrocínio parte da renda do jo... Patrocinense vai repetir gesto solidário também nos próximos anos sempre que houver confronto contra um grande da capital O jogo CAP x Cruzeiro, no d...
Eleita nova diretoria do Hospital do Câncer   O empresário João Batista Caixeta da Silva foi reconduzido ao cargo de presidente do Hospital do Câncer de Patrocínio “Dr. José Figueiredo”. A...
Colecionador compra camisa de futebol do Hospital ... O médico nefrologista e colecionador Dr. Omar Caetano Cunha adquiriu do Hospital do Câncer de Patrocínio “Dr. José Figueiredo”, uma camisa oficial do ...
Proteção da pele deve ser intensificada no verão... Pelas características do clima no Brasil, na maior parte do tempo com temperaturas elevadas, o tumor de pele é o tipo mais comum de câncer no país. Co...